Dados do Detran.SP indicam que cidades do interior paulista têm população habilitada superior à Capital

10/09/2021

São Paulo, 10 de setembro de 2021 – A maioria dos grandes e médios municípios do Estado de São Paulo possui mais cidadãos habilitados do que a capital paulista. É o que indica levantamento feito pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP). Os dados de todas as cidades do interior paulista (57%) são superiores aos da maior cidade do país.



O município de São Paulo possui uma população de 12,4 milhões (dados do IBGE) e 6,2 milhões de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) registradas, que representa 50% da população habilitada.

Já a cidade de Santos, por exemplo, tem 72% de sua população habilitada (315.820 condutores de um total de 433.991 habitantes). Campinas, com 1,2 milhão de habitantes, tem 776.691 condutores (63%). Os municípios de São José do Rio Preto, Marília, Presidente Prudente, Franca e Barretos possuem 64% de sua população com CNHs registradas no Detran.SP.

Dos 46,6 milhões de cidadãos paulistas, 25,9 milhões possuem CNHs registradas no Departamento de Trânsito. O número representa 55% do total de cidadãos habilitados na comparação com a população do Estado de São Paulo. O levantamento foi realizado com base nos dados de julho de 2021.

“Esses números revelam o impacto que um sistema de transporte coletivo integrado, como o que existe na capital, exerce sobre a utilização do veículo particular no cotidiano dos cidadãos”, afirma o presidente do Detran.SP, Neto Mascellani.

Mas por que as cidades do interior paulista possuem um número maior de cidadãos habilitados? Segundo o arquiteto e professor de Planejamento Urbano da PUC-Campinas, Thiago Amim, a dispersão urbana de cidades menos adensadas e mais espalhadas do que a capital acarreta em uma procura maior pelas habilitações e, consequentemente, a utilização de veículos particulares.

“O desenvolvimento urbano da cidade de São Paulo e de sua densidade populacional viabiliza a utilização de mais transportes públicos como linhas de trem, metrô e ônibus. No interior temos a verticalização dos municípios e a dispersão dos habitantes em áreas maiores e mais distantes, o que dificulta uma caminhada a pé ou a utilização de um transporte público, que leva muito mais tempo do que uma viagem de carro ou moto. Além disso, muitas cidades são circundadas por rodovias o que motiva também a procura pela habilitação”, ressalta Amim.

O professor destaca outro ponto que envolve a procura pela CNH: o chamado “movimento pendular”, que é realizado normalmente por pessoas que viajam de um município para o outro diariamente e voltam para sua cidade no fim do dia para dormir. “No interior há a necessidade de um deslocamento maior sem tantas opções de transporte público como na capital. Isso também reflete na busca pela habilitação”, finaliza.

Outras notícias

Em dezembro, fatalidades de trânsito superam média anual

10/12/2020

Voltar

Retirada CRV

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e)

Saiba mais

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e). Este agendamento é exclusivo para retirada de CRV (Certificado de Registro de Veículo) que já foi emitido.