Pit Stop Motofretista Seguro do Detran.SP reúne cerca de 12 mil motofretistas na capital

23/07/2021

São Paulo, 22 de julho de 2021 – Cerca de 12 mil motofretistas passaram pelo 2° Pit Stop do Programa Motofretista Seguro, rede de proteção lançada pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) no ano passado, durante a Semana Nacional de Trânsito, para dar o devido amparo a uma categoria profissional que tanto tem contribuído com a população durante a pandemia.

Realizado nos dias 21 e 22 de julho na Praça Charles Miller, localizada em frente ao estádio do Pacaembu, na capital Paulista, o evento contou com stands do Departamento de Trânsito e de parceiros que realizaram ações educativas e de capacitação, serviços de manutenção e distribuição de brindes como capacetes, camisetas com proteção UV, jaquetas, suportes, bonés, antenas corta pipa, porta-celular, mochilas térmicas, baús e peças para motos.

Durante os dois dias a equipe de SAC do Detran.SP atendeu mais de 800 motofretistas que estavam com dúvidas relacionadas aos seus veículos e suas habilitações. O Programa Via Rápida, do Centro Paula Souza, ofereceu palestras sobre manutenção em motocicletas para mais de 200 condutores.

Educadores do Centro de Treinamento e Educação de Trânsito da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) apresentaram lições sobre Pilotagem Segura e Equipamentos de Proteção Individual para mais de 550 motociclistas. A Porto Seguro ofereceu mais de mil check-ups dos itens básicos de segurança das motocicletas presentes no local.

O Sebrae-SP levou o “Sebrae Móvel” ao Pit Stop para sanar as dúvidas dos moto entregadores sobre como se formalizar e tornar sua atividade mais lucrativa e atendeu mais de 1 mil pessoas. O Sebrae e o Banco do Povo ofereceram linhas de crédito para inscritos no Motofretista Seguro de até R$ 21 mil e atenderam aproximadamente 150 pessoas. O Serasa esteve presente no evento para realizar a negociação de débitos e atendeu cerca de 200 motofretistas.

Já o stand da Honda, que disponibilizou vouchers de recall das motos e de trocas de óleo, atendeu mais de 1,2 mil motofretistas. A Yamaha disponibilizou cerca de 2.000 Vouchers de Vale Troca de Óleo e 1.000 bonés.

Além disso, os condutores puderam se cadastrar no curso gratuito de especialização em motofrete e regularizar suas situações profissionais. O Programa Motofretista Seguro vai arcar com R$ 160 referente ao curso e ainda dará condição de o participante ganhar uma bolsa de R$ 210. Isso desde que ele cumpra mais 30 horas de curso remoto de Atendimento Delivery. O curso oferece mil vagas, todas elas com direito à bolsa. Para dar andamento à solicitação de inscrição no programa, basta preencher o cadastro no portal www.motofretistaseguro.sp.gov.br e seguir as orientações.

Neto Mascellani, presidente do Detran.SP, agradeceu a participação de todos os envolvidos na segunda edição do evento, principalmente aos motofretistas que estiveram no local: “O Governo de São Paulo se sensibiliza e reconhece todo o esforço e o papel fundamental que os motofretistas tiveram durante esse tempo de pandemia. Esse evento é uma forma de agradecer todo esse empenho”, afirma Neto.

A segunda edição do Pit Stop Motofretista Seguro foi realizada em parceria com o Centro Paula Souza, Honda, Yamaha, Sebrae, Banco do Povo, Serasa, Porto Seguro, Abraciclo, Baú e Cia, Ifood, Loggi, AMABR, Museu do Futebol, Sabesp, Fipe, Corpo de Bombeiros, CET, Polícia Militar e Anfamoto.

Outras notícias

Em dezembro, fatalidades de trânsito superam média anual

10/12/2020

Voltar

Retirada CRV

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e)

Saiba mais

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e). Este agendamento é exclusivo para retirada de CRV (Certificado de Registro de Veículo) que já foi emitido.