Detran.SP destina R$ 22,4 milhões ao programa Respeito à Vida para a região de Presidente Prudente

20/05/2022

São Paulo, 20 de maio de 2022 – O Detran.SP vai destinar R$ 22.400.000 para intervenções viárias na região de Presidente Prudente, por meio do Respeito à Vida. O valor faz parte de um montante de meio bilhão de reais que será distribuído em todo o território paulista – o maior investimento da história do programa. As obras de melhorias serão executadas em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). A ação foi anunciada pelo governador Rodrigo Garcia, nesta sexta-feira (20), durante evento na cidade.

“Estamos liberando os recursos das multas do Detran.SP e destinando essa verba aos municípios da região de Presidente Prudente, para a melhoria da segurança viária e a diminuição de acidentes. Cruzamos todos os boletins de ocorrências dessas cidades da região e sabemos em cada município onde os incidentes acontecem. Essa verba é justamente para melhorar esses locais e evitar novas ocorrências”, afirmou o governador.

Os municípios da região que já têm autorização para aderir ao programa são: Andradina, Alfredo Marcondes, Álvares Machado, Anhumas, Caiabu, Caiuá, Dracena, Emilianópolis, Estrela do Norte, Euclides da Cunha Paulista, Flora Rica, Flórida Paulista, Iepê, Indiana, Inúbia Paulista, Irapuru, Junqueirópolis, Lucélia, Marabá Paulista, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Monte Castelo, Nantes, Narandiba, Nova Guataporanga, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pacaembu, Panorama, Paulicéia, Piquerobi, Pirapozinho, Pracinha, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Presidente Bernardes, Rancharia, Regente Feijó,Ribeirão dos Índios, Rosana, Sagres, Salmourão, Sandovalina, Santa Mercedes, Santo Anastácio, Santo Expedito, São João do Pau D´Alho, Taciba, Tarabai, Teodoro Sampaio e Tupi Paulista. Cerca de 300 outras cidades já manifestaram interesse.

Para participar efetivamente da ação é preciso se inscrever no Programa Respeito à Vida e cadastrar as demandas na plataforma Sem Papel. A CDHU desenvolve o projeto e o Detran.SP executa a obra viária. Os montantes variam de R$ 200 mil a R$ 5 milhões e serão distribuídos conforme a população e as ocorrências registradas em cada cidade.

O programa pretende atender a todos os municípios, destinando verbas específicas para as melhorias solicitadas por cada um. Na plataforma digital do Respeito à Vida, as cidades escolherão as intervenções que foram desenhadas para melhorar a segurança viária. São elas: recapeamento asfáltico, sinalização horizontal e vertical, rampas de acessibilidade, faixas de pedestres, lombofaixas e lombadas, iluminação de faixas de pedestres, ciclofaixas e ciclovias, instalação de conjuntos semafóricos, gradis de proteção e cercamento, equipamentos de pintura e faixa.

As medidas adotadas dentro do programa têm reduzido efetivamente a mortalidade nos logradouros municipais do Estado de São Paulo. Nos últimos três anos, por exemplo, o Programa Respeito à Vida contribuiu para a diminuição de 7,5% no número de mortes no trânsito. Segundo dados do Infosiga, base de dados do programa, o total passou de 5,2 mil em 2018 para 4,8 mil em 2021. Ou seja, 400 vidas foram salvas no período.

“A lógica da gestão do fundo de multas deve ser a mesma da tributação. Da mesma forma que imposto deve ser revertido em benefícios para a população em obras e serviços, dinheiro arrecadado com multas precisa servir de combustível para a realização de campanhas educativas e intervenções de segurança viária”, destaca Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran.SP.


Sobre o Respeito à Vida

O programa do Governo do Estado de São Paulo atua como articulador de ações com foco na redução de acidentes de trânsito. Gerido pela Secretaria de Governo por meio do Detran.SP, o Respeito à Vida também é responsável pela gestão do Infosiga SP, sistema pioneiro no Brasil, que reúne informações sobre acidentes de diversas fontes, como as polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal.

O programa mobiliza a sociedade civil por meio de parcerias com empresas e associações do setor privado, além de entidades do terceiro setor. Em outra frente, promove convênios com municípios para a realização de intervenções de engenharia e ações de educação e fiscalização.

Outras notícias

Detran.SP dá 15 dicas para realizar serviço de transferência veicular com sucesso

07/03/2022

Motorista pode parcelar multas e demais débitos do veículo em até 18 vezes, informa Detran.SP

03/03/2022

Detran.SP informa: termina em março prazo para renovar CNHs vencidas em setembro e outubro de 2020

25/02/2022

Voltar

 

Detran.SP Digital

Dúvidas sobre nossos serviços online? Acesse aqui nossos vídeos tutoriais.