Governo de SP anuncia curso gratuito para motofretistas em Pit Stop do Detran.SP

21/07/2021

O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou hoje que os interessados em trabalhar como moto entregadores poderão fazer o curso de especialização de graça caso se cadastrem ao Programa Motofretista Seguro. A boa notícia foi dada durante o Pit Stop da ação, realizado hoje na Praça Charles Miller, no Pacaembu. O evento terá sequência amanhã no mesmo local, das 7 às 17 horas.

A iniciativa dá sequência à rede de proteção lançada pelo Governo do Estado ano passado, durante a Semana Nacional de Trânsito, para dar o devido amparo a uma categoria profissional que tanto tem contribuído com a população durante a pandemia.

Conforme explicou Garcia, o Programa Motofretista Seguro vai arcar com R$ 160 referente ao curso e ainda dará condição de o participante ganhar uma bolsa de R$ 210. Isso desde que ele cumpra mais 30 horas de curso remoto de Atendimento Delivery. O curso oferece mil vagas, todas elas com direito à bolsa.

“A ação do Detran.SP surgiu para capacitar, apoiar e investir em uma boa formação para os motofretistas , que foram muito afetados durante a pandemia. E o Governo de São Paulo está sempre aberto para essa categoria, que enxergamos como fundamental para todos”, afirma Garcia.

Neto Mascellani, presidente do Detran.SP, destaca também os benefícios que o programa oferece aos motofrestistas do Estado de São Paulo.

“O objetivo do Detran.SP é oferecer condições melhores de trabalho para os motofretistas. Dessa forma, iremos construir uma ampla rede de proteção para essa classe, que em sua grande maioria possui a motocicleta como principal fonte de renda”, diz Neto.

A expectativa do Detran.SP é reunir no evento mais de 9 mil motofretistas. O objetivo da iniciativa é justamente ampliar o número de participantes do Motofretista Seguro. Mais de 3 mil profissionais já se inscreveram no programa. A inscrição no curso já está disponível no site www.motofretistaseguro.sp.gov.br. O curso é direcionado aos cidadãos habilitados que pretendem desenvolver atividade de motofretista. Os requisitos para a inscrição são os seguintes::

1) Ter completado 21 (vinte e um) anos.

2) Estar habilitado,no mínimo, há 2 (dois) anos na categoria “A”.

3) Não estar cumprindo pena de suspensão do direito de dirigir, cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), decorrente decrime de trânsito, bem como estar impedido judicialmente de exercer seus direitos.


Linha de crédito

Além de ter o curso subsidiado, o interessado poderá obter uma linha de crédito do Banco do Povo e Sebrae de até R$ 21 mil

para pagamento em até 36 vezes, com 0,35% de juros ao mês + 1% do valor do empréstimo como taxa de manutenção do fundo.

“Esse é o maior aporte da história para esses profissionais, que estão sempre na linha de frente. Faça chuva, sol, frio ou calor, eles estão sempre presentes. Com a criação do programa, tenho certeza que teremos também uma população mais segura”, afirma Patrícia Ellen, secretaria de Desenvolvimento Econômica do Estado de São Paulo.

O Sebrae-SP também está participando do Pit Stop do Programa Motofretista Seguro do Detran.SP, com o Sebrae Móvel, para sanar as dúvidas dos moto entregadores sobre como se formalizar e tornar sua atividade mais lucrativa. Na tenda do programa “Empreenda Rápido”, que estará ao lado da van, os motofretistas poderão se inscrever nas capacitações gratuitas do Sebrae-SP, realizadas pelo Whatsapp, que darão acesso inclusive a linhas de crédito e de como se tornar um microempreendedor individual (MEI).

“O Sebrae-SP atua para ajudar os motofretistas. Queremos capacitá-los para que aproveitem as oportunidades que o mercado oferece. Além do conhecimento em gestão, os participantes terão acesso a linhas de crédito com condições diferenciadas e ferramentas para ajudar a alavancar seus negócios”, comenta o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

Para dar andamento à solicitação de inscrição no programa, basta preencher o cadastro no portal www.motofretistaseguro.sp.gov.br e seguir as orientações.


Atrações

Além das linhas de crédito em caso de inscrição, os motociclistas que marcarem presença no Pitstop terão a oportunidade de participar de um quiz sobre comportamento e educação no trânsito, além de receber prêmios.

Um dos participantes do evento nesta quarta-feira (21), Júlio Marcos da Silva, 37 anos, da cidade de Diadema, explica a importância do programa para a categoria:

“Fico muito feliz em participar do Programa Motofretista Seguro, pois somos uma classe muito esquecida. Com o evento, tenho também a possibilidade de conseguir um trabalho registrado, pois faz cinco anos que entrei na profissão, por estar desempregado. Além da linha de crédito, o evento nos proporciona a possibilidade de aprendermos mais sobre assuntos ligados ao trânsito, e de como devemos cuidar das motos, nosso principal instrumento de trabalho”.


Serviço

Evento: Pit Stop do Programa Motofretista Seguro

Local: Praça Charles Miller, no Pacaembu

Quando: Hoje (21/7) e amanhã (22/7), das 7 às 17 horas

O que é: rede de proteção lançada pelo Governo do Estado e Detran.SP ano passado, durante a Semana Nacional de Trânsito, para dar o devido amparo a uma categoria profissional que tanto tem contribuído com a população durante a pandemia.

Objetivo: reunir no evento mais de 9 mil motofretistas e ampliar o número de participantes do Motofretista Seguro. Mais de 3 mil profissionais já se inscreveram no programa. Para dar andamento à solicitação de inscrição no programa, basta preencher o cadastro no portal www.motofretistaseguro.sp.gov.br e seguir as orientações.

Atrativos:

Banco do Povo e Sebrae: linha de crédito de R$ 21 mil.

Serasa: negociação de débitos dos motofretistas.

Empreenda Rápido: motofretistas poderão se inscrever nas capacitações gratuitas do Sebrae-SP, realizadas pelo Whatsapp, que darão acesso inclusive a linhas de crédito.

Porto Seguro: check-up dos itens básicos de segurança das motocicletas.

Programa Via Rápida, do Centro Paula Souza: oferecerá também palestras sobre manutenção em motocicletas .

Abraciclo: distribuição de capacetes.

Ifood: distribuição de itens de proteção que incluem camisetas com proteção UV, jaquetas, suportes, antenas corta pipa e porta celular.

Loggi: distribuição e 1 mil unidades de mochila térmica.

AMABR: doação de baús.

Detran.SP: distribuição de lanches, capacetes, coletes e antenas corta-pipa.

Yamaha e Honda: vouchers para troca de óleo.

Museu do Futebol: distribuição de 250 convites.

Apoio: Sabesp, Fipe, Corpo de Bombeiros, CET, Polícia Militar, Anfamoto.

Outras notícias

Em dezembro, fatalidades de trânsito superam média anual

10/12/2020

Voltar

Retirada CRV

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e)

Saiba mais

Serviço exclusivo para o CRV, que é o documento de compra e venda. O licenciamento anual agora é digital (CRLV-e). Este agendamento é exclusivo para retirada de CRV (Certificado de Registro de Veículo) que já foi emitido.